Com projeto de Santiago Calatrava, Museu do Amanhã é inaugurado no Rio

Nesse sábado, o Museu do Amanhã, primeiro projeto no Brasil do celebrado arquiteto espanhol Santiago Calatrava, abre as portas para o público, como uma das âncoras do projeto de revitalização Porto Maravilha, na Praça Mauá carioca

00-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

Foram cerca de quatro anos para o esqueleto montado com aço, cimento e vidro se tornar uma realidade em plena Praça Mauá. Para o Museu do Amanhã tomar forma, o imenso viaduto da Perimetral, que afastava com sua via expressa a área do Porto da Baía de Guanabara, foi posto abaixo. Sem barreiras, e com um traço livre e orgânico, o arquiteto espanhol Santiago Calatrava desenhou uma silhueta alongada de 15 mil m2 – em grande parte sustentada por pilares submersos, sobre o espelho de água – com inspiração na forma das bromélias que conheceu e se encantou no Jardim Botânico. “A ideia inicial era montar o museu utilizando os antigos galpões de armazenamento do porto. Mas, em um dado momento, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, sugeriu o píer na Praça, simbolizando a transformação do local em um ponto de encontro, o marco zero da revitalização”, explica Lucia Basto, gerente geral de Patrimônio e Cultura da Fundação Roberto Marinho, órgão que fez a gestão do projeto, em parceria com a prefeitura.

Uma das âncoras, portanto, do Porto Maravilha – nome do vasto programa de revitalização da área –, o museu tem arquitetura sustentável e segue as especificações para obter a certificação LEED (Liderança em Energia e Projeto Ambiental), concedida pelo Green Building Council (USGBC). Por exemplo, a água da Baía de Guanabara – que emoldura por todos os lados a estrutura – é captada aqui com duas finalidades: para abastecer as piscinas laterais e para o sistema de refrigeração, onde é utilizada na troca de calor. Depois de usada na climatização, ela é devolvida mais limpa ao mar. Outro destaque é a cobertura móvel do edifício, em que grandes estruturas de aço servem de base para as placas de captação de energia solar – ao longo do dia, elas se movimentam como asas para acompanhar o posicionamento do sol. O projeto também valoriza a entrada de luz natural, com grandes “paredes” de vidro, e o paisagismo, assinado pelo escritório Burle Marx, traz espécies nativas e de restinga, ressaltando a vegetação típica da região costeira da cidade – são mais de 5.500 metros quadrados de área de jardins. A seleção de materiais foi realizada também a partir de critérios ambientais, com preferência por matérias primas com componentes reciclados, baixa toxidade, alta durabilidade e produzidos próximos ao local da obra e uso de madeira certificada FSC. Em sua forma longitudinal – “flutuando” sobre o píer, nas palavras de Santiago Calatrava –, o edifício foi projetado ainda de forma a deixar visível e valorizar o conjunto histórico do qual faz parte, que inclui o barroco Mosteiro de São Bento; o edifício A Noite, primeiro arranha-céu da América Latina e sede da Rádio Nacional; e o vizinho Museu de Arte do Rio (MAR), projeto dos escritórios de arquitetura Jacobsen e Bernardes. “Além de todo o conjunto arquitetônico, o Rio ainda vai ganhar, em breve, uma ciclovia costeira de 3,5km, ligando a Praça XV à Praça Mauá. Um luxo”, avalia Lucia.

Sobre as atividades do museu

O Museu do Amanhã se propõe a ser um disseminador de reflexões produzidas no campo da ciência, fazendo uma ligação entre o passado, presente, e uma discussão aprofundada do futuro – no caso, os possíveis cenários para os próximos 50 anos. Em suma, um espaço que reflete sobre sustentabilidade e convivência: como queremos viver em nosso planeta e como pretendemos conviver uns com os outros. Os temas que definem a exposição permanente, na nave central no segundo piso, se espalham por cinco instalações multimídia: o Cosmos (uma experiência imersiva em um domo de 360 graus, que permite uma viagem sensorial pelo universo), a criação da Terra, o Antropoceno (a era dos humanos e os impactos decorrentes), os Amanhãs, e Nós. Quem assina a museologia é o escritório americano de Ralph Appelbaum, com a direção criativa de Andres Clerici, o autor da logo – a imagem de um olho estilizado. Para a inauguração, o artista plástico Vik Muniz, em parceria com o cineasta Andrucha Waddington e o escritório de tecnologia SuperUber, montaram ainda a instalação audiovisual temporária “Perimetral”, que retrata a impressionante demolição da estrutura.

Leia também: 

Santiago Calatrava projeta pontes para cidade chinesa Huashan

Santiago Calatrava é o vencedor do Prêmio Europeu de Arquitetura

00a-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

00b-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

00c-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

00d-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

00e-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

01-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

02-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

03-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

04-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

05-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

06-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

07-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

08-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

09-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

10-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

11-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

12-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

13-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

14-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

15-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

16-com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

 (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s