O italiano Simone Micheli e a sua paixão pela arquitetura

No Brasil para participar do evento Casa Cor Stars, o arquiteto florentino conversou com CASA CLAUDIA.

À primeira vista, a estética futurista, que deu fama ao arquiteto italiano Simone Micheli, parece não combinar com o tom passional com que ele fala de seu ofício. “Trabalho com meu coração. Nós, arquitetos, reproduzimos sonhos”, afirma. Nascido em Florença, ele atribui seu estilo à atmosfera de inovação que sempre existiu na cidade. Essa mistura de emoção e vanguarda se revela em projetos como o do hotel i-Suite, inaugurado no ano passado em Rimini, Itália.

Você diz que a arquitetura deve provocar a emoção. Como seus projetos fazem isso?

SM: Acredito que minhas ideias surjam primeiro na barriga. Depois, elas vão até o coração, chegam à cabeça e saem por meio das mãos. Não desenho para encontrar uma forma. Ela aparece depois que observo o lugar em que farei o projeto e respondo a ele da melhor maneira possível. Por isso, os meus projetos têm emoção.

Mas as pessoas sentem a emoção que você procura passar? Como elas reagem a seus projetos?

SM: É maravilhoso ver a emoção das pessoas que visitam os hotéis que faço. Elas desfrutam de espaços mutáveis e cheios de hospitalidade. Posso citar como exemplo o hotel i-Suite, em Rimini, que terminei há pouco tempo. Não existe recepção. Ao chegar, uma pessoa acolhe você e oferece uma bebida. Depois, o acompanha até a suíte. É o máximo da hospitalidade. Você entra nesse espaço e não sabe se está num museu, num bar ou num filme.

A cor branca é uma marca de suas obras. Por que você gosta dela?

SM: Como o espelho, o branco permite gerar reflexões. O homem contemporâneo precisa de repouso e tranquilidade e o branco é maravilhoso para chegar a esse resultado. Passa a sensação de flutuar.

Você se identifica com o trabalho de algum arquiteto brasileiro?

SM: Conheço, por seus méritos, Oscar Niemeyer. Por tudo o que estudei dele, é um homem muito parecido comigo porque trabalha com o coração. Existe uma semelhança intelectual entre nós. Não no senso estético, e sim no amor, na paixão pela arquitetura e pela vida.

Você tem um projeto no Brasil. Pode contar um pouco sobre ele?

SM: Estou projetando um resort no Sítio do Conde, que fica a duas horas de Salvador. Como a construção será de frente para o mar, escolhi materiais tradicionais e muito resistentes. Teremos pisos de cimento, lixados com quartzo, em contraste com o ambiente clean das salas de banho e com os materiais rústicos da região. É um projeto de visual contemporâneo que respeita a arquitetura do lugar. Ainda estou na etapa das medições.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s