Slowdesign: os arranjos minimalistas do Wabi-Sabê ateliê

Seguindo conceito que nomeia seu ateliê, a designer Laura Sugimoto aposta no slowdesign

01-slowdesign-os-arranjos-minimalistas-do-wabi-sabi-atelie

 (André Nazareth/Revista CASA CLAUDIA)

Wabi-Sabê Ateliê, de Laura Sugimoto, acaba de mudar para um showroom espaçoso, banhado de luz natural, na Zona Oeste carioca. A produção botânica da designer aposta em arranjos minimalistas e pouco convencionais e segue o conceito que nomeia o espaço.

02-slowdesign-os-arranjos-minimalistas-do-wabi-sabi-atelie

 (André Nazareth/Revista CASA CLAUDIA)

“É uma ideia nascida da cultura japonesa que dá nome a um sentimento que as palavras falham em descrever. O Wabi-Sabi se manifesta de diversas formas. É um estado de espírito revelado em um olhar atento. Diminuir o ritmo, reconhecer a ação do tempo, resgatar raízes. Wabi-Sabi é também percebido em cores, formas e materiais. Cores da terra, formas orgânicas, materiais naturais”, Laura explica em sua página.

03-slowdesign-os-arranjos-minimalistas-do-wabi-sabi-atelie

 (André Nazareth/Revista CASA CLAUDIA)

Ali, desde 2012 é buscada e explorada a união entre produção artesanal, design contemporâneo, artes visuais e natureza, inclusive com resgate de técnicas tradicionais.

banner2017

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.