Thom Mayne fala sobre seus principais projetos no Arq.Futuro

O arquiteto americano abriu seu portfólio para uma plateia ansiosa no evento que aconteceu no auditório do Ibirapuera.

A tarde de quinta-feira era a mais esperada durante o ciclo de palestras do Arq.Futuro, em São Paulo,  que aconteceu entre 25 e 27 de setembro. O arquiteto americano Thom Mayne, do estúdio Morphosis, havia chegado ao Brasil poucas horas antes do evento, devido a um compromisso de trabalho em seu país, mas mesmo assim não deixou de apresentar seus trabalhos de forma clara e muito simpática. Mayne é conhecido por criar projetos que gastam relativamente pouco e que compõem uma extensão do ambiente em que se encontram. O primeiro a ser apresentado foi o Caltrans District 7 Headquarters, em Los Angeles, que possui uma fachada em constante mudança, devido ao material (ou pele) que a recobre. A pele abre e fecha, dependendo das condições de temperatura e iluminação exteriores. Um sinal gráfico com o número 100, inspirado nos letreiros de Hollywood, é uma das marcas do prédio. O Federal Building, em São Francisco foi um projeto que, a princípio, não agradou seus contratantes. Mas, depois tornou-se objeto de admiração, pois trata-se de um edifício projetado para ser uma construção verde, onde o ar condicionado é desnecessário. Ainda em construção e previsto para ser concluído em 2017, o Phare Tower é o mais alto prédio de Paris atualmente. Com uma forma incomum, ele pode ser visto de maneiras diferentes em cada uma de suas faces. Por fim, os sócios do escritório Andrade e Morettin, de São Paulo, mostraram como acontece o processo criativo de sua equipe e detalharam a implantação do Instituto Moreira Salles, que será construído na Avenida Paulista. Esse projeto foi premiado em um concurso concorrido em 2001, quando grandes nomes da arquitetura paulistana concorreram.Logo após as apresentações, os três arquitetos juntaram-se ao economista André Lara Resende para um debate, onde opiniões diversas sobre a construção de Brasília e o modernismo brasileiro geraram um curioso e caloroso debate.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s