Tristan Auer: “Sou apaixonado pela verdade no design”

Eleito designer do ano nesta edição da Maison & Objet, Tristan Auer fala sobre seus trabalhos, inspirações e paixões

 (Divulgação/Tristan Auer)

“Nunca uso a expressão off. Estou sempre on. Tudo pode se tornar inspiração.” A frase revela muito sobre Tristan Auer, designer do ano da Maison & Objet. Depois de ter trabalhado com nomes como Philippe Starck e Christian Liaigre, em 2002 ele abriu seu próprio escritório. Entre seus projetos, estão a renovação do Hotel de Crillon e a do Les Bains, em Paris, além de vilas privadas e apartamentos em Nova York, Londres e Oriente Médio. “Meu métier é saber olhar, observar e compreender”, diz Tristan. Para ele, o que importa é estar atento aos desejos do cliente e manter os olhos e o coração abertos. “Desconfio das coisas pelas quais me apaixono. Por isso, pesquiso incessantemente”, afirma. A seguir, a entrevista exclusiva do arquiteto para CASA CLAUDIA.

Leia também: Tristan Auer é o Designer do Ano da Maison&Objet 2017

Detalhe do Hotel de Crillon.

Detalhe do Hotel de Crillon. (Divulgação/Tristan Auer)

Pergunta: Você já trabalhou para grifes como Cartier, Nina Ricci e Chanel, com Karl Lagerfeld, entre outras marcas. Moda é um tema que o inspira?

Resposta: Moda sempre foi uma fonte de inspiração para mim. Me considero um alfaiate, que desenha interiores sob medida, para clientes particulares, sempre respeitando sua personalidade e forma. Por isso, gosto de explorar todas as ferramentas para realizar meu projeto. Nunca me limito e gosto de estender fronteiras.

Pergunta: Você realizou vários projetos em hotéis. O que busca nesse tipo de desafio?

Resposta: Sou apaixonado pela verdade no design. Gosto de ouvir o que o edifício tem para me contar e, baseado nisso, preparar o projeto.

Pergunta: Como foi redesenhar o Hotel de Crillon?

Resposta: Projetei o Crillon como um lugar para não ser descoberto instantaneamente, mas aos poucos. Espalhei detalhes refinados por toda parte, já que fiz tudo sob medida: 120 móveis, 330 diferentes materiais, 28 espaços. o maior desafio foi transformá-lo no primeiro novamente!

Pergunta: Como foi a experiência com Starck e Liaigre?

Resposta: Aprendi muito com eles, tenho muito que agradecer. Tudo era diferente com os dois. E era isso que eu procurava. Não queria abraçar um estilo, mas compartilhar uma cultura e um modo de pensar um projeto.

Pergunta: Você já disse que adoraria ter uma casa desenhada por Oscar Niemeyer. O que o atrai no estilo do arquiteto brasileiro?

Resposta: A elegância e como ele brinca com as curvas, inspirado pelo corpo das mulheres.

Pergunta: Você sempre contrata os melhores artesãos. Qual é a chave para uma parceria de sucesso?

Resposta: O designer tem que ser humilde e aberto a ouvir o artesão para melhorar o seu trabalho. Isso é o que eu sempre faço.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s