Vida urbana: o que podemos fazer #PorUmaCidadeMelhor?

Assim como nossas casas, nossas cidades podem sempre melhorar. Pensando nisso, falamos com diferentes vozes e reunimos ideias relevantes que visam ajudar a funcionalidade das áreas urbanas

Durante o mês de setembro reunimos diferentes vozes para prestigiar as cidades brasileiras com ideias e soluções sobre nosso espaço urbano. Mesmo os menores movimentos afetam o espaço e, pensando juntos, podemos transformar a cidade para todos! Convidamos arquitetos e designers, que dividiram suas opiniões sobre o que faria uma cidade melhor. Confira:

1. Thiago Manarelli, do escritório Manarelli Guimarães Arquitetura

Card-01-por-uma-cidade-melhor-thiago-manarelli

 (/)

“Acessibilidade é sempre uma questão que deve ser pensada num projeto de arquitetura e urbanismo. A cidade de São Paulo vem demonstrando através das novas vias e passeios esta preocupação. Mas ainda estamos longe de atingir o ideal. Uma maneira de contribuir para a cidade é fazer a nossa parte ao projetar as edificações, e pensar todo o acesso como algo necessário e de inclusão àqueles que precisam”.

2. Renata Amaral, presidente da Associação Brasileira de Designers de Interiores (ABD)

Card-02-por-uma-cidade-melhor-Renata-Amaral

 (/)

“Muito se estuda e pesquisa sobre melhoria dos espaços urbanos, com responsabilização dos órgãos governamentais pela sua ineficácia, mas acredito na educação da população como caminho maior para essa almejada eficiência. Criar a consciência da população e estabelecer o espírito de pertencimento e responsabilidade individual em favor da coletividade faria de todos fiscais de nossos espaços urbanos”.

3. Jader Almeida, arquiteto e designer

Card-03-por-uma-cidade-melhor-Jader-Almeida

 (/)

“A cidade é um organismo vivo no qual política, economia e sociedade fazem parte do contexto. A sincronia entre esses agentes é fundamental para uma cidade mais humanizada”.

4. Brunello Jr., diretor da Tribo Incorporadora

Card-04-por-uma-cidade-melhor-Brunello-Jr

 (/)

“A ideia é aproveitar os espaços ociosos da cidade para incentivar cultura e arte, dando lugar para novos e talentosos artistas e reduzindo a segregação social. Com pouco investimento é possível criar novas locações não se limitando aos espaços usualmente utilizados, como museus, galerias de arte em bairros nobres e mostras fechadas: Instalação de esculturas e obras contemporâneas em praças subutilizadas; ruas e avenidas arborizadas e bem localizadas, que ficam tranquilas no fim de semana, como palco para desfiles e feiras ao ar livre; garagens de grandes e bem localizados edifícios comerciais, recebendo os mais diversos tipos de exposições e mostras; shows de música nas principais estações de metrô; coberturas de prédios que possuem visual incrível da cidade, recebendo cursos e palestras; peças teatrais em colégios que fecham as portas nos fins de semana”.

5. Leonardo Junqueira, arquiteto

Card-05-por-uma-cidade-melhor-Leonardo-Junqueira

 (/)

“Eu fico indignado com a situação das calcadas em SP. Mobilidade urbana também tem a ver com o pedestre! Pisos irregulares, escorregadios, mal conservados, desníveis irresponsáveis, além de um sem numero de equipamentos urbanos como postes e caixas de serviços de concessionárias dividem os poucos metros de calcada com os pedestres, além de floreiras improvisadas que atrapalham a circulação. Adoraria que tivéssemos mais carinho com nossas as calcadas, com atenção a inclinação e desníveis, assim como a padronização de revestimentos. Nada de infinitos padrões, mas um simples e bem feito cimento antiderrapante já ajudaria, que além de fácil manutenção, é barato e simples de recompor”.

6. Karina Salgado, arquiteta da TWO Design

Card-06-por-uma-cidade-melhor-Karina-Salgado

 (/)

“Acredito muito na revitalização de praças públicas. Cada bairro deveria ser estudado e projetado de uma maneira independente e que faça sentido para aqueles usuários que as utilizam. Temos que entender as necessidades de cada bairro para projetar ambientes mais pessoais e com mais utilidades, só assim eles serão usados. Nos espaços de convivência dos condomínios horizontais e verticais poderíamos ter hortas, espaços onde os próprios moradores pudessem cuidar e utilizar. Acredito também em espaços integrados e que possam ser utilizados de várias formas. Exemplo: um hotel de luxo pode ser integrado a um shopping ou galeria. Assim geramos ambientes com maior fluxo de pessoas, otimizando espaços e unindo forças em negócios”.

7. Otto Felix, arquiteto.

Card-07-por-uma-cidade-melhor-Otto-Felix

 (/)

“A calçada é nossa. É onde nos encontramos. É onde a relação cidade x cidadão fica mais próxima. Cuidar de nossa calçada é cuidar de nossa cidade. É cuidar de nós mesmos”.

8. Júlio Beraldo, da INÁ Arquitetura.

Card-08-por-uma-cidade-melhor-Julio-Beraldo

 (/)

“Com o pensamento que tudo faz parte do todo, a revolução pode começar em cada um nós e a todo o momento. A partir da consciência política, ambiental e respeito ao próximo.  É pensar cada espaço da cidade como extensão da alma”.

9. Andrea Pontes, arquiteta

Card-09-por-uma-cidade-melhor-Andrea-Pontes

 (/)

“Precisamos ter a convicção de que uma cidade para todos deve partir do princípio da mobilidade. Quando todas as classes sociais usarem o transporte público para se locomover seremos a cidade do coletivo”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s