WGSN revela as tendências para 2017

A VP Executiva da empresa e outros convidados falaram sobre o que esperar sobre o futuro no shopping Iguatemi, hoje, em São Paulo

wgsn-revela-as-tendencias-para-2017

 (/)

Na 24ª edição da WGSN@SPFW, os convidados puderam assistir palestras sobre tendências de comportamento, história da narrativa e uma análise completa e fresca das coleções femininas para 2016.

Os conceitos principais foram urbanização e tecnologia, que podem e devem ser aplicados no universo da decoração, arquitetura e design. A VP Executiva da WGSN na América Latina, Leticia Abraham, apresentou os quatro principais movimentos de comportamento da WGSN para 2017, que são “Encontro de culturas”, “Fronteiras urbanas”, “Pausa” e “Onda digital”. Os quatro tópicos, apesar de introduzidos de forma diferente, retomam os conceitos de globalização, resgate do real e das experiências autênticas, da urbanização crescente, da conexão (e desconexão), da fuga dos padrões e muito mais.

Leticia falou ainda que, em sua opinião, as crianças e adultos da Geração Z (nascidos entre 1990 e 2010) ditarão o que será ou não consumido com exigência e poder para criticar em massa se não receberem aquilo que esperam. “Essas crianças, adolescentes e jovens vão mudar a forma como a gente pensa, anda, fala, consome e vive nas cidades”, completa a VP.

Na sequência, Fernando Luna, diretor editorial da Editora Trip, contou a história da narrativa, como ela surgiu e para onde ela vai. Segundo ele, o “storytelling” nunca esteve tão forte quanto hoje, num mundo onde contamos histórias –verdadeiras ou falsas – e criamos personagens todos os dias. “É como se nada existisse se não for narrado”, diz. “Sua timeline no Facebook é uma narrativa, por exemplo. O que temos hoje são versões de histórias, que podem ou não ser verdadeiras”, arremata.

O encerramento ficou por conta de Lizzy Bowring, diretora de passarelas da WGSN. A expert em tendências já passou por marcas superimportantes como Nordstorm e Sears. Sua análise dos desfiles internacionais Primavera/Verão 2016, que já acorreram, abordou os temas, cores, estampas e acabamentos conceituais e comerciais para o varejo da próxima temporada, que com certeza sairão das passarelas para invadir as casas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s