Arábia Saudita planeja cidade artificial para o futuro

Criada do zero, NEOM faz parte do Vision 2030, programa nacional para transformar o país em um modelo de excelência

Cidade artificial planejada pela Arábia Saudita

 (Divulgação/NEOM)

Na Arábia Saudita, os 26,5 mil quilômetros da NEOM se estenderão até o Egito e a Jordânia, fazendo do projeto, uma cidade artificial, a primeira zona privativa a ocupar três países.

O projeto, intitulado “o destino do futuro”, faz parte do Vision 2030, programa nacional para transformar o país em um modelo de excelência e prevê uma conexão entre Ásia, Europa e África.

Cidade artificial planejada pela Arábia Saudita

 (Divulgação/NEOM)

Além de se tornar referência econômica e científica, espera-se que a cidade se torne a capital do comércio da Arábia Saudita. Acessível pelo ar, pelo mar e pela terra, NEOM se concentra em 9 pontos: energia e água; mobilidade; biotecnologia; alimento; ciências tecnológica e digital; produção avançada; mídia e entretenimento.

Cidade artificial planejada pela Arábia Saudita

 (Divulgação/NEOM)

“NEOM será construída a partir do solo, em permitindo que seja uma oportunidade única de se distinguir de todos os outros lugares que foram desenvolvidos e construídos ao longo de centenas de anos e usaremos esta oportunidade para construir um novo modo de vida com excelentes perspectivas econômicas”, explica o príncipe Mohammed bin Salman.

Cidade artificial planejada pela Arábia Saudita

 (Divulgação/NEOM)

“As tecnologias futuras constituem a pedra angular do desenvolvimento da NEOM: soluções disruptivas para o transporte desde a condução automática até os drones de passageiros, novas formas de crescimento e processamento de alimentos, cuidados de saúde centrados no bem-estar holístico dos pacientes, internet de alta velocidade sem fio como um bem livre chamado “ar digital”, educação on-line contínua de classe mundial gratuita, governança eletrônica em grande escala, colocando os serviços da cidade ao alcance de seus dedos, códigos de construção que fazem das casas sem emissão de carbono um padrão, um layout de cidade que incentiva caminhadas e ciclismo e todos alimentados exclusivamente por fontes renováveis de energia apenas para citar alguns. Tudo isso permitirá que surja um novo modo de vida que leve em conta as ambições e as perspectivas da humanidade emparelhadas com as melhores tecnologias do futuro e as excelentes perspectivas econômicas”, completa.

Cidade artificial planejada pela Arábia Saudita

 (Divulgação/NEOM)

Pensada para funcionar de forma independente, a área tem vista para o Mar Vermelho, o Golfo de Aqaba e para as montanhas, que ficam ao leste. Dentro da cidade, todos os serviços e processos serão 100% automatizados.

No projeto, a sustentabilidade é uma prioridade: apesar do clima, os futuros moradores poderão aproveitar avanços tecnológicos como agricultura árida e de água do mar, estufas que utilizam a luz solar, fazendas urbanas verticais e meios de transporte 100% sustentáveis.

VEJA TAMBÉM: Jardins da CASA COR 2017

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s