Guntû: um hotel flutuante no sul do Japão

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

Uma viagem tranquila, cercada pelo calor da madeira: esta é a proposta do Guntû, um hotel flutuante no Mar Interior de Seto, no sul do Japão.

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

Com 19 quartos e capacidade para 38 passageiros, o espaço é assinado pelo arquiteto japonês Yasushi Horibe, que recebeu o Architectural Institute of Japan Prize (divisão de Architectural Design) em 2016 pelo projeto Charnel House.

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

A iluminação natural, as vistas panorâmicas e o conforto são prioridades no hotel – o nome Guntû homenageia um tipo de caranguejo azul da região.

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

Ao todo, são quatro tipos de cabines. Com 90 metros quadrados, a Guntû Suite oferece vistas panorâmicas na direção da viagem. Já a Grand Suite, com 80 metros quadrados, conta com as maiores varandas. Por último, a Terrace Suite foi pensada para oferecer paz à mente. Com 50 metros quadrados, pode ter banheira ao ar livre ou não.

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

Os hóspedes também podem aproveitar serviços de spa, sauna e academia.

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

O restaurante, comandado pelo chef Kenzo Sato, do Shigeyoshi, em Tóquio, oferece ingredientes locais.

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

Nas horas vagas, o hotel conta com atividades fora do barco com visitas às ilhas do arquipélago.

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

Confira mais imagens abaixo:

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

Obra do arquiteto japonês Yasushi Horibe, o espaço é dominado pela madeira e conta com 19 quartos

 (Divulgação/Guntû)

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s