Apê com atmosfera suave e feminina

Uma atmosfera suave e feminina toma conta deste apartamento, onde tons pastel e linhas graciosas desenham todos os detalhes

A varanda foi integrada ao living para ampliar a área social. No mobiliário, somente peças leves e elegantes, como as mesas de centro (Carbono). Balanço da Farm. Em meio às samambaias, pendente da La Lampe. As cadeiras de metal, com desenho retrô, foram garimpadas pelas moradoras. A varanda foi integrada ao living para ampliar a área social. No mobiliário, somente peças leves e elegantes, como as mesas de centro (Carbono). Balanço da Farm. Em meio às samambaias, pendente da La Lampe. As cadeiras de metal, com desenho retrô, foram garimpadas pelas moradoras.

A varanda foi integrada ao living para ampliar a área social. No mobiliário, somente peças leves e elegantes, como as mesas de centro (Carbono). Balanço da Farm. Em meio às samambaias, pendente da La Lampe. As cadeiras de metal, com desenho retrô, foram garimpadas pelas moradoras. (Marco Antonio/Revista CASA CLAUDIA)

Neste apartamento de 110 m², em São Paulo, extravagâncias não entram. Cada revestimento, móvel e objeto foi escolhido para refletir a delicadeza de suas moradoras, as designers Daniela Lorenzetti e Rafaela Mendonça.

Na área da TV, dupla de poltronas Oscar, de Sergio Rodrigues (Herrero Antiquário). A estante foi desenhada pelas profissionais, e o tapete de tom neutro veio da Phenicia Concept. Na área da TV, dupla de poltronas Oscar, de Sergio Rodrigues (Herrero Antiquário). A estante foi desenhada pelas profissionais, e o tapete de tom neutro veio da Phenicia Concept.

Na área da TV, dupla de poltronas Oscar, de Sergio Rodrigues (Herrero Antiquário). A estante foi desenhada pelas profissionais, e o tapete de tom neutro veio da Phenicia Concept. (Marco Antonio/Revista CASA CLAUDIA)

“A principal característica do projeto são as cores claras e os móveis de visual leve. Foi a primeira coisa em que pensamos para elas, que têm igualmente um astral suave”, conta a arquiteta Luciana Fioratti, sócia da designer de interiores Luiza Biagi Simões no escritório 2L Arquitetura. Com um briefing completo do estilo de vida das proprietárias em mãos, as profissionais se encarregaram de elaborar um layout versátil. “Usamos muito a sala, onde gostamos de assistir a seriados e filmes. A Rafa, às vezes, faz home office, então o espaço serve também como escritório”, conta Daniela.

As proprietárias, Daniela (sentada) e Rafaela. Ao lado da poltrona e do pufe de tons claros (Decameron), o balanço confere um toque lúdico e romântico ao décor. As proprietárias, Daniela (sentada) e Rafaela. Ao lado da poltrona e do pufe de tons claros (Decameron), o balanço confere um toque lúdico e romântico ao décor.

As proprietárias, Daniela (sentada) e Rafaela. Ao lado da poltrona e do pufe de tons claros (Decameron), o balanço confere um toque lúdico e romântico ao décor. (Marco Antonio/Revista CASA CLAUDIA)

Além de curtirem ficar em casa, os amigos e a família visitam as designers com frequência, e elas adoram preparar pequenas reuniões para recebê-los. Por isso, criar um imenso espaço de estar foi uma das principais mudanças na reforma. “Demolimos a parede entre a cozinha e a sala e tiramos o caixilho e a alvenaria que fechavam a varanda”, explica Luciana. Assim, as barreiras entre os ambientes da área social foram eliminadas.

Sofá do Estudiobola e almofadas da Cosi Home. O aparador, ao fundo, foi feito por Daniela num curso de marcenaria. Sobre o móvel, objetos de Brunno Jahara (Estar Móveis). Sofá do Estudiobola e almofadas da Cosi Home. O aparador, ao fundo, foi feito por Daniela num curso de marcenaria. Sobre o móvel, objetos de Brunno Jahara (Estar Móveis).

Sofá do Estudiobola e almofadas da Cosi Home. O aparador, ao fundo, foi feito por Daniela num curso de marcenaria. Sobre o móvel, objetos de Brunno Jahara (Estar Móveis). (Marco Antonio/Revista CASA CLAUDIA)

No mobiliário, peças de design contemporâneo, com formas simples e elegantes, dividem espaço com outras de grande valor afetivo, como o pé de máquina de costura antiga, que pertencia à avó de Daniela e agora serve de apoio para as plantas no living.

Mesa do Estudiobola, e cadeiras e pendentes da Cremme. Na parede, à esquerda, obra Fora da Janela, de Shu Lin e, à direita, tela de Bruno Brito (ambas da Galeria Sancovsky). Mesa do Estudiobola, e cadeiras e pendentes da Cremme. Na parede, à esquerda, obra Fora da Janela, de Shu Lin e, à direita, tela de Bruno Brito (ambas da Galeria Sancovsky).

Mesa do Estudiobola, e cadeiras e pendentes da Cremme. Na parede, à esquerda, obra Fora da Janela, de Shu Lin e, à direita, tela de Bruno Brito (ambas da Galeria Sancovsky). (Marco Antonio/Revista CASA CLAUDIA)

Na mesma sintonia, o clima vintage é reforçado pela charmosa geladeira antiguinha, que decora a sala de jantar e armazena as bebidas da casa. Outro móvel significativo do acervo das moradoras é o aparador. “Eu mesma fiz em minhas aulas de marcenaria. Coloquei na cabeça que iria construí-lo para o nosso apê e elaborei desde o projeto até os pregos e as corrediças”, conta Daniela.

O quarto segue a estética suave da área social, com almofadas da Cosi Home, criado-mudo da Marcenaria Marcenetto e abajur da Lumini. Vasinho de cerâmica da Olho Interni. O quarto segue a estética suave da área social, com almofadas da Cosi Home, criado-mudo da Marcenaria Marcenetto e abajur da Lumini. Vasinho de cerâmica da Olho Interni.

O quarto segue a estética suave da área social, com almofadas da Cosi Home, criado-mudo da Marcenaria Marcenetto e abajur da Lumini. Vasinho de cerâmica da Olho Interni. (Marco Antonio/Revista CASA CLAUDIA)

Além de garantir a sensação de conforto, a forma com que os revestimentos foram aplicados confere uma boa dose de estilo ao projeto. Na cozinha, um dos espaços preferidos das moradoras, o piso de ladrilho hidráulico estampado compõe uma transição irregular com a madeira da sala de estar, resultando num desenho inesperado.

Desenhados pelas arquitetas, os armários da cozinha ganharam o acabamento num tom de verde, que combina com a estampa do piso de ladrilho hidráulico (Brasil Imperial). Desenhados pelas arquitetas, os armários da cozinha ganharam o acabamento num tom de verde, que combina com a estampa do piso de ladrilho hidráulico (Brasil Imperial).

Desenhados pelas arquitetas, os armários da cozinha ganharam o acabamento num tom de verde, que combina com a estampa do piso de ladrilho hidráulico (Brasil Imperial). (Marco Antonio/Revista CASA CLAUDIA)

Os subway tiles, na parede do ambiente, camuflam a porta da lavanderia e ficam aparentes no fundo dos armários suspensos, fechados com vidro. Já na área do jantar, o assoalho de madeira clara sobe até a parede e disfarça a passagem que leva aos quartos, formando um painel de efeito aconchegante.

banner2017

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s