Apê de 140m² é puro sossego após reforma

A reforma adaptou o apê de 140 m² à rotina da dona: ora ele é todo integrado, ora permite o isolamento para escrever e descansar

1-Ape-de-140m2-e-puro-sossego-apos-reforma

 (Adriano Escanhuela/Revista CASA CLAUDIA)

O arquiteto Décio Navarro ouviu atentamente cada pedido da jornalista Cristiane Correa na primeira conversa sobre a reforma deste apartamento, em São Paulo. Porém veio com uma ideia bem diferente na apresentação do projeto. “Eu queria deixar meu quarto ao lado da varanda, pois assim não perderia a vista”, lembra ela, “mas Décio propôs trocá-lo de lugar.”

2-Ape-de-140m2-e-puro-sossego-apos-reforma

 (Adriano Escanhuela/Revista CASA CLAUDIA)

A convicção do arquiteto a convenceu – ainda bem, pois a mudança não só tornou o espaço bem mais amplo como também manteve a ligação entre a suíte e a sacada. Quase todo o apê, aliás, pode ser integrado, já que o arquiteto sugeriu usar portas de correr no lugar de paredes. Se inicialmente a autora dos livros Sonho Grande e Abilio (ambos da editora Sextante) ficou na dúvida, hoje não mudaria nada. “Adoro o clima de loft e, ao mesmo tempo, poder me isolar em alguns momentos”, fala. Portas fechadas, no entanto, são raras. “A casa vive cheia de amigos”, conta feliz.

3-Ape-de-140m2-e-puro-sossego-apos-reforma

 (Adriano Escanhuela/Revista CASA CLAUDIA)

Os tijolos pintados demarcam a área de estar e trazem um clima acolhedor. Como os ambientes são brancos e totalmente abertos, essa pitada de calor é essencial.

4--Ape-de-140m2-e-puro-sossego-apos-reforma

 (Adriano Escanhuela/Revista CASA CLAUDIA)

Parece madeira, mas é porcelanato. A alternativa garantiu um ar de lavabo ao banheiro social, mas sem comprometer a praticidade, já que o boxe é utilizado eventualmente. A pia, moldada em concreto pela Onofre Móveis, também colabora para a aparência descontraída do ambiente, que mais parece um jardim de inverno.

5-Ape-de-140m2-e-puro-sossego-apos-reforma

 (Adriano Escanhuela/Revista CASA CLAUDIA)

A marcenaria neste pedaço já existia e ganhou novo fôlego com portas nos nichos superiores, que eram abertos, e laminado colorido (em alta!) na parte inferior. Quase tudo na cozinha foi reaproveitado, a exemplo da coifa e do fogão. O piso leva ladrilhos hidráulicos antigos (Cemitério dos Azulejos).

6-Ape-de-140m2-e-puro-sossego-apos-reforma

 (Adriano Escanhuela/Revista CASA CLAUDIA)

Ela teve o duto estendido com placas de drywall e, assim, se converteu em lareira, mais ao gosto da moradora. A pintura rosada dá um toque feminino. Para preencher o desnível entre a varanda e a sala, usou-se vermiculita, pois o material, muito leve, não causa sobrecarga. Pedriscos e porcelanato (C&C) cobrem o chão.

7--Ape-de-140m2-e-puro-sossego-apos-reforma

 (Adriano Escanhuela/Revista CASA CLAUDIA)

O quarto de Cristiane não perdeu a ligação com o exterior – basta abrir este painel de madeira para que o skyline paulistano se integre ao cenário.

banner_goto

 (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s