Casa paulistana tem décor com toque feminino

A escolha de peças desenhadas principalmente por mulheres definiu o décor delicado do lar da arquiteta Kika Camasmie

No living, destaque para a poltrona Bowl (Dpot), criada por Lina Bo Bardi nos anos 1950. Sofá da Prototype, tapetes da By Kamy e mesa de centro assinada por Claudia Moreira Salles (Dpot). À esquerda, arandela Jabuticaba, desenhada por Ana Neute (Itens), e mesas laterais da Etel. À direita, banquinho de Claudia Moreira Salles para a Dpot e armário da Micasa. (Manu Oristanio/Revista CASA CLAUDIA)

Não é de hoje que a arquiteta Kika Camasmie admira o trabalho de mulheres que se destacam na arquitetura e no design. Tudo começou há alguns anos, quando conheceu a obra da francesa Charlotte Perriand, visionária que atuou em parceria com Le Corbusier.

Poltrona Paulistano, criada pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha em 1957. Luminária de Fernanda Brunoro (Dpot) e cesto de Inês Schertel. (Manu Oristanio/Revista CASA CLAUDIA)

“Ganhei dois livros sobre ela, vi suas criações numa bienal e me apaixonei”, conta. Desde então, começou a pesquisar a trajetória de outras profissionais da área e a colecionar peças desenhadas por elas. Na hora de montar sua casa, na Vila Nova Conceição, em São Paulo, Kika já tinha em mente que a inspiração para o décor seria o traço feminino.

Mesa lateral Joalheria, de Isabela Vecci (Dpot), sofá desenhado por Kika Camasmie e tapete da By Kamy. Almofadas da Codex Home e Poeira. (Manu Oristanio/Revista CASA CLAUDIA)

As linhas delicadas são uma característica comum entre os móveis escolhidos – alguns da época do movimento modernista e outros contemporâneos –, que levam a assinatura de nomes consagrados, como Lina Bo Bardi, e de representantes da nova safra, a exemplo de Luciana Martins, sócia da marca Ovo (uma das preferidas da arquiteta).

Carrinho de chá desenhado por Lina Bo Bardi (Etel), bandeja e balde de couro, feitos pelo Atelier Watson para a Dpot Objeto, e foto de Fran Parente. (Manu Oristanio/Revista CASA CLAUDIA)

“As primeiras peças que comprei para a minha coleção foram desenhadas por ela”, afirma. Erguida nos anos 1950, a casa de Kika passou por pequenas reformas, o suficiente para ressaltar o mobiliário e se adequar a um estilo de vida mais atual, que pede ambientes integrados. A principal delas foi abrir a cozinha para a sala, já que a arquiteta costuma reunir os amigos com frequência em almoços e jantares deliciosos.

Kika na cozinha: um dos espaços mais movimentados da casa. Mesa de jantar da Ovo e cadeiras da Etel – a de couro é o modelo Masp, criado por Lina Bo Bardi. Fruteira Imigrantes, de Nicole Tomazi (Dpot Objeto), e banqueta Girafa, criada pela Marcenaria Baraúna em parceria com Lina Bo Bardi (Dpot). O piso foi pintado com tinta da Suvinil. (Manu Oristanio/Revista CASA CLAUDIA)

O balcão, feito de alvenaria e revestido de azulejos coloridos, é o destaque do espaço e o lugar onde todo mundo se reúne enquanto a comida é preparada. “Eu não costumo cozinhar, mas meus amigos fazem pratos maravilhosos”, conta.

Espreguiçadeiras Fedro, de Lorenza Bozzoli, e mesinha criada por Patricia Urquiola. Tudo da Dedon. O paisagismo leva a assinatura de Andrea Camasmie e Gil Fialho. (Manu Oristanio/Revista CASA CLAUDIA)

A estrutura da casa permanece intacta. “Procurei respeitar a arquitetura durante as mudanças que fiz. Um exemplo são os tijolinhos, que resolvi descascar e deixar à vista”, explica. Nos ambientes internos, o branco vai do piso às paredes e, juntamente com a iluminação natural, traz um clima fresh. As cores, tão delicadas quanto as formas das peças, aparecem como pequenas pinceladas e reforçam a ideia da energia feminina, que toma conta de cada canto da casa.

No jardim, mesa e cadeiras de Juliana Benfatti e vaso de Brunno Jahara. (Manu Oristanio/Revista CASA CLAUDIA)

Baú de couro, banquinho e vaso da Dpot Objeto, luminária Botanique, de Ana Neute para a Itens, e tapetes da By Kamy. Roupa de cama da Trousseau e cabideiros Huevos Revueltos, da Ovo. (Manu Oristanio/Revista CASA CLAUDIA)

 

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s