Loft de 35 m² com decoração urbana e versátil

O projeto, feito em um apê alugado, aposta em cores sóbrias e soluções versáteis para que possa ser adaptado em outro espaço caso o morador se mude

 (MCA Estúdio/Studio Leandro Neves)

O projeto deste loft de 35 metros quadrados tem um ar cosmopolita e contemporâneo. Para isso, o arquiteto Leandro Neves apostou em tons marcantes como preto e cinza na maior parte dos ambientes.

 (MCA Estúdio/Studio Leandro Neves)

Como o espaço é enxuto, a integração dos ambientes era necessária, eles são a extensão um do outro. Porém, são setorizados e com funções bem definidas. A cozinha, composta por três módulos, dá continuidade ao living por meio dos móveis criados pelo escritório Studio Leandro Neves.

 (MCA Estúdio/Studio Leandro Neves)

A maior parte do mobiliário é volátil e pode ser usado em nova disposição. “Tudo ali pode ser desmontado e readaptado em novas formas. Ao invés de massa e tinta, as paredes recebem chapas de cimento parafusadas”, diz o arquiteto. A ideia é que, mesmo em um apartamento alugado, seja possível investir em um projeto que expresse a personalidade do morador.​

 (MCA Estúdio/Studio Leandro Neves)

A mesa redonda, usada para fazer as refeições, otimiza a circulação e permite que novas cadeiras sejam alocadas ali, quando necessário. “A forma arredondada quebra um pouco do linear que predomina no loft”, explica Leantro. A iluminação é dramática, tem uma pegada teatral e deixa a sala com um ar intimista.

 (MCA Estúdio/Studio Leandro Neves)

A área íntima é separada da comum por uma serralheria preta. A leveza do vidro em contraponto com a força do ferro dá ainda mais personalidade ao projeto, sem sobrecarregá-lo.

 (MCA Estúdio/Studio Leandro Neves)

O quarto segue o estilo urbano e abusa da paleta de cores sóbrias e escuras, com predominância de preto, cinza e azul marinho.

 (MCA Estúdio/Studio Leandro Neves)

O banheiro é separado por vidraças caneladas, assim, preserva-se a intimidade aproveitando a iluminação da suíte. Outra solução encontrada pelo profissional foi usar uma cama baixa: o colchão fica sobre blocos de concreto.

 (MCA Estúdio/Studio Leandro Neves)

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s