Natureza é protagonista da decoração em casa no Rio de Janeiro

Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda

Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda O tom da piscina vem das pedras hijau (interior) e hitan (bordas), da Ekko Revestimentos.

O tom da piscina vem das pedras hijau (interior) e hitan (bordas), da Ekko Revestimentos. (Andre Nazareth/Revista CASA CLAUDIA)

Sabe a sensação de viver no meio de uma floresta, com muito verde por todos os lados? Foi assim que os proprietários descreveram a casa onde gostariam de morar para o profissionais da PKB e da Salt Arquitetura. Os dois escritórios trabalharam juntos na obra, num terreno de mil m² na Barra da Tijuca.

Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda Poltrona e luminária do LZ Studio.

Poltrona e luminária do LZ Studio. (Andre Nazareth/Revista CASA CLAUDIA)

De cara os moradores pediram que as árvores ali plantadas – fossem preservadas e o jardim tivesse uma mistura rica de texturas e tonalidades. “Percebemos, num primeiro papo, que a área externa seria tão importante quanto a planta do projeto e os interiores. Definimos cada detalhe para que a integração e a transparência fossem completas. O térreo, onde ficam o estar, a cozinha e os ambientes de lazer, funciona como uma grande varanda voltada para fora”, conta o arquiteto Pedro Kastrup, da PKB.

Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda No living, móveis do LZ Studio e tapetes da Mãos do Oriente. Ao fundo, é possível ver a cozinha gourmet, com bancada de Dekton (Cosentino) e a floreira instalada perto do teto.

No living, móveis do LZ Studio e tapetes da Mãos do Oriente. Ao fundo, é possível ver a cozinha gourmet, com bancada de Dekton (Cosentino) e a floreira instalada perto do teto. (Andre Nazareth/)

A família, um casal com três filhas, abraçou a proposta de ter poucas paredes internas e deslizar grandes painéis de vidro para sair no quintal. “Gostamos demais desse visual fluido, em que tudo é usado por todos sem frescura. E o melhor: com uma florestinha em volta e céu estrelado à noite”, diz a moradora.

Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda Portas pivotantes de freijó, com brises móveis, feitas sob medida (Irmãos França Marcenaria), criam uma divisória leve entre a cozinha e o estar.

Portas pivotantes de freijó, com brises móveis, feitas sob medida (Irmãos França Marcenaria), criam uma divisória leve entre a cozinha e o estar. (Andre Nazareth/Revista CASA CLAUDIA)

No décor, ela pediu que os arquitetos equilibrassem o estilo moderno e descolado com uma boa dose de praticidade. “Por isso, escolhemos materais fáceis de cuidar, como mármore travertino, que forra o térreo e é perfeito para evitar problemas com pés molhados. Afinal, a piscina está logo ali e a ideia era deixar as filhas e os convidados da família à vontade”, explica Pedro.

Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda O paisagismo, elaborado pela Semear, é um dos pontos fortes do proje

O paisagismo, elaborado pela Semear, é um dos pontos fortes do proje (Andre Nazareth/Revista CASA CLAUDIA)

No andar de cima, a área íntima conta com as três suítes das meninas e uma máster, para o casal – com 130 m², esse quarto inclui escritório, lounge de TV e spa. “O espaço funciona como um apartamento completo para os proprietários”, diz o arquiteto. “Nossa proposta foi justamente oferecer privacidade total no piso de cima e, na parte de baixo, uma área de convivência deliciosa. Assim, a casa promete ter vida longa, já que vai acomodar a rotina dos moradores por muito tempo”.

Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda Na suíte do casal, cabeceira desenhada pela PKB Arquitetura (Irmãos França Marcenaria), roupa de cama da Coisas do Zé, sofá do Estudio bola (LZ Studio) e piso de madeira da Kronotex (Ekko Revestimentos).

Na suíte do casal, cabeceira desenhada pela PKB Arquitetura (Irmãos França Marcenaria), roupa de cama da Coisas do Zé, sofá do Estudio bola (LZ Studio) e piso de madeira da Kronotex (Ekko Revestimentos). (Andre Nazareth/Revista CASA CLAUDIA)

 

Confira abaixo mais imagens do projeto:

Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda A janela com guarda-copo de vidro valoriza a vista do canto de trabalho. Poltrona Zina, de Zanini de Zanini.

A janela com guarda-copo de vidro valoriza a vista do canto de trabalho. Poltrona Zina, de Zanini de Zanini. (Andre Nazareth/Revista CASA CLAUDIA)

Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda

Moldada no mármore travertino romano (Marmoraria Guandu), a banheira baixa garante o clima de spa. Ao fundo, armários de freijó com acabamento ripado.Os espaços são abertos, transparentes e funcionam como uma grande varanda

A bancada e os armários grafite são da Floresce.

Siga CASA CLAUDIA no Instagram

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s