Refúgio de um casal em Campos do Jordão

Cristina Tavares e o marido iam para a cidade para relaxar. Então, há pouco mais de um ano, resolveram se mudar definitivamente para lá

De frente para o lago, a lareira portátil aquece as tardes.

De frente para o lago, a lareira portátil aquece as tardes. (Victor Affaro/Revista CASA CLAUDIA)

A agitada vida profissional do marido já levou Cristina Tavares para vários cantos do Brasil. “Moramos no Rio de Janeiro, no Mato Grosso do Sul, em Pernambuco e em São Paulo”, conta. Em cada lugar, ela – formada em psicologia, design de joias e design de interiores – partia em busca de novos rumos.

Grandes aberturas envidraçadas garantem que a paisagem esteja sempre ao alcance dos olhos. “Aqui, busco inspiração para meus projetos”, diz a moradora.

Grandes aberturas envidraçadas garantem que a paisagem esteja sempre ao alcance dos olhos. “Aqui, busco inspiração para meus projetos”, diz a moradora. (Victor Affaro/Revista CASA CLAUDIA)

“Consegui me dedicar a essas atividades ao longo dos anos, mas ocupava grande parte do meu dia cuidando dos negócios. Em Campo Grande, por exemplo, abri uma loja de decoração. Já na capital paulista fui, ao mesmo tempo, sócia do meu filho num wine bar e da minha filha num spa. Uma loucura!”, lembra.

Com a transparência dos vidros, a luz natural entra sem pedir licença e ressalta os detalhes do décor.

Com a transparência dos vidros, a luz natural entra sem pedir licença e ressalta os detalhes do décor. (Victor Affaro/Revista CASA CLAUDIA)

Para relaxar da jornada dupla, Cristina refugiava-se em Campos do Jordão (SP).

As mantas enroladas no cesto dão um toque charmoso ao ambiente.

As mantas enroladas no cesto dão um toque charmoso ao ambiente. (Victor Affaro/Revista CASA CLAUDIA)

Gostou tanto das temperaturas amenas e do clima acolhedor de cidade pequena que, há pouco mais de um ano, decidiu viver lá e recomeçar a carreira.

Armários da Móveis de Campos e coifa da Serralheria Pinheiro marcam presença na cozinha.

Armários da Móveis de Campos e coifa da Serralheria Pinheiro marcam presença na cozinha. (Victor Affaro/Revista CASA CLAUDIA)

“Vendemos as empresas e meus filhos foram para o exterior. Veio aí a oportunidade de mudar de ares e, ainda por cima, me voltar totalmente ao décor, minha verdadeira paixão”, diz Cristina, que, desde então, finalizou decorações em Portugal e deve terminar em breve seu primeiro projeto em Campos do Jordão.

À esquerda, o acesso à casa onde Cristina e o marido vivem é cercado de árvores nativas. À direita, cercada pela mata, a construção, de 500 m², é obra do escritório Arkitito.

À esquerda, o acesso à casa onde Cristina e o marido vivem é cercado de árvores nativas. À direita, cercada pela mata, a construção, de 500 m², é obra do escritório Arkitito. (Victor Affaro/Revista CASA CLAUDIA)

“Usei somente fornecedores locais”, fala orgulhosa.

No terreno da casa, Cristina plantou uma horta orgânica. Além da horta, o casal cultiva espécies frutíferas, como pés de amora.

No terreno da casa, Cristina plantou uma horta orgânica. Além da horta, o casal cultiva espécies frutíferas, como pés de amora. (Victor Affaro/Revista CASA CLAUDIA)

 

 (Divulgação/CASA CLAUDIA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s